QUEM SOMOS?

Image

Nosso história

A ideia de instalar uma indústria de papel e produzir caixas de embalagens surgiu da sensibilidade e preocupação do grupo CCE com as questões ambientais. Novos valores começavam a despontar e o meio ambiente ganhava espaço no mercado consumidor do novo milênio. Com esta visão, o presidente do grupo, Dr. Isaac Sverner, fez investimentos para instalar na Zona Franca de Manaus, a PCE, indústria de papel, chapas e caixas de embalagens, com o objetivo inicial de atender as empresas do grupo, utilizando matéria-prima reciclável.
 
Em 1997, foram instaladas as máquinas para produção de papel, uma impressora, uma grampeadeira, uma dobradeira-coladeira e outros equipamentos auxiliares. Nascia assim a PCE, fundada em 08 de outubro de 1997, iniciando a produção das primeiras caixas de embalagem para CCE. Com grande capacidade de produção, os produtos da PCE ganharam mercado entre as empresas do setor eletroeletrônico instaladas no Distrito Industrial de Manaus.
 
Em janeiro de 1998, iniciou-se a fabricação de papel. Atualmente, são produzidos papel branco, kraft, miolo e test liner, cuja produção representa aproximadamente 90% do consumo para fabricação de caixas e embalagens. No mesmo ano, foi instalada a impressora flexográfica Ward I, dando início ao processo de aquisição de máquinas de alta tecnologia. No período de 2000 a 2007, foram adquiridas as impressoras flexográficas Ward 2, Ward 3 e Ward 4, aumentando, desta forma, sua capacidade produtiva de 600 toneladas por mês para as atuais 6.000 toneladas por mês. 
 
Em 2000, a empresa implantou e certificou o Sistema de Gestão da Qualidade (SGI), que contribui para o crescimento e melhoria dos seus processos Neste mesmo ano, obteve ainda a certificação Green Partner para o Sistema de Gerenciamento de Substâncias Prejudiciais ao Meio Ambiente, atendendo também a Diretiva RoHS (sigla em português para  Restrição de Certas Substâncias Perigosas), adotada em fevereiro de 2003 pela União Europeia,  que proíbe que certas substâncias perigosas sejam usadas em processos de fabricação de produtos: cádmio (Cd), mercúrio (Hg), cromo hexavalente (Cr(VI)), bifenilos polibromados (PBBs), éteres difenil-polibromados (PBDEs) e chumbo (Pb).
 
Em 2005, a Onduladeira, com capacidade de 200 toneladas por dia, iniciou sua produção de chapas de papelão ondulado. Com isso, a empresa aumentou sua produtividade em 100%.
 
Em 2006, a Estação de Tratamento de Efluentes Industriais Solme iniciou sua operação, mostrando a constante preocupação da empresa com a preservação do meio ambiente e a busca por melhorias no processo. Este equipamento possui capacidade de tratamento de 3500 litros de efluente por hora. No mesmo ano, a Estação de Tratamento de Efluentes Doméstico (esgoto sanitário) Mizumo foi instalada, com capacidade de tratamento de 1,7 m³ de efluente por hora.
 
A empresa é administrada com uma visão empresarial moderna, baseada nos princípios da sustentabilidade, ou seja, harmonia entre o desenvolvimento e o meio ambiente. Atualmente, a PCE é uma empresa consolidada no segmento de mercado, atendendo com qualidade a um grande número de empresas em diversos setores da indústria local e nacional.
Image
logotipo_color1.png
Você cria o produto, nós criamos a embalagem!
© Copyright 2019 PCE Embalagens. Todos os Direitos Reservados.

Search